O RECANTO DE UMBANDA MÃE IANSÃ
AGENDA JULHO
ANO 2017
ATIVIDADES JANEIRO E FEVEREIRO 2017
AGENDA MARÇO ABRIL
ANO 2017 CURSOS DE MAGIA
AGENDA SETEMBRO 2016
PROGRAME-SE
ANO DE 2015
=> UMA MENSAGEM PARA NÓS
=> ANATOMIA DE UM MÉDIUM
=> ORAÇÃO A IANSÃ
=> Mensagem de Luz
=> PARA VOCES, MEUS FILHOS DE FÉ!
=> PROTEÇÃO DO LAR OU EMPREGO
=> PROTEÇÃO PESSOAL
=> AGENDA DEZEMBRO-JANEIRO
ANO 2014 MENSAGENS
MAGIA DIVINA
INFORMAÇÕES
ORAÇÕES
SIMPATIAS, BANHOS E MUITO MAIS...
MENSAGENS
DEZEMBRO JANEIRO 2017
ANO 2013
BATISMOS - RUMI
ANO 2012
ANO 2011
ANO 2010
ANO 2009
CONTATO
2016 - AGENDA JUNHO
ABERAT INSCRIÇÕES
 

FORMATADO POR EDUARDO SAMBRA

ORAÇÃO A IANSÃ

ORAÇÃO ENVIADA PELA NOSSA IRMÃ DE FÉ RENATA


Iansã

Vós surgistes, minha Mãe, como uma tempestade. E nos seus olhos eu vi, a bela face da verdade.

Rainha de encantadores Jacutás, Senhora de todos os Congás.

Chuva que acaricia o Ser, Ventania que traz o poder.

Ouço vossa voz melodiosa, e de minha alma mil canções florescem. Entre as brumas, percebo-te esplendorosa, dançando entre estrelas que descem.

És a beleza da tormenta, e o brilho do anoitecer. És o raio que acalenta, e o fulgor do amanhecer.

És o som do trovão, e a Justiça de Xangô. És o amor em turbilhão, e o canto de Agô.

És a força da guerra, que conduz ao campo da paz. És a semeadura da terra, com os ventos que a semente traz.

És o caminho reto, que a todos vigia. Vitória, contigo é certo, és a estrela que guia.

Sopro de luz e axé, Rainha de todo Orixá. Flecha veloz na mata de Odé, Menina dos olhos de Oxalá...

És o ritmo do barravento, que ensina a dançar na guerra. És a fúria dos elementos, que dissipam toda treva.

És a chama da coragem, Início, busca e determinação. És o começo da grande viagem, pelos longos caminhos da evolução.

És a faísca que brilha no bambuzal, e o corisco que açoita o ego. És o sangue, a força vital, e a direção que conduz o cego.

És a espada que degola o vício, guerreando ao lado de Ogum. És a linda canção que desabrocha, dos lábios de papai Olorum.

És luta, suor e trabalho, que enobrece o coração. És honra, força e amparo, No jardim da compaixão...

Por ti, Oh! Mãe, o raio estoura, e do alto até o embaixo, a voz de Xangô ecoa...

Luz que a Vida ampara, em uma de suas faces vejo, o semblante de Santa Bárbara...

Vento que afasta os males, o seu uivo reverenciamos, nas pedreiras e nos vales...

Ventarola que sopra no mar, é por ti que as ondas quebram, no reino de Iemanjá...

Almas santas, venham todas me valer! Toco o solo e te saúdo, Rainha do Balê...

Infinito é seu esplendor, e nem mesmo com mil versos, cantaríamos todo seu valor...

Mãe Divina, em ti vejo o amor, e em seu cálice apanho, a mais tenra flor...

Eparrei Iansã, Eparrei bela Oyá! Nos guie, hoje e sempre, pelas voltas que o mundo dá...

 

Fernando Sepe – 24 de novembro de 2006, inspirado pelo sopro de luz dessa Mãe..


=> ¿Desea una página web gratis? Pues, haz clic aquí! <=