O RECANTO DE UMBANDA MÃE IANSÃ
ANO DE 2018
PROGRAME-SE
ag.nov.dez.ja.2018
ANO 2017
ANO DE 2015
ANO 2014 MENSAGENS
=> SOLIDÃO
=> ROUPA BRANCA
=> OXOSSE
=> O MEDO DE DOENÇAS
=> CAMBONE E AUXILIARES
=> O CARNAVAL
=> LENDA DE NATAL
MAGIA DIVINA
INFORMAÇÕES
ORAÇÕES
SIMPATIAS, BANHOS E MUITO MAIS...
MENSAGENS
ANO 2013
BATISMOS - RUMI
ANO 2012
ANO 2011
ANO 2010
ANO 2009
CONTATO
2016 - AGENDA JUNHO
ABERAT INSCRIÇÕES
 

FORMATADO POR EDUARDO SAMBRA

O CARNAVAL


CARNAVAL


    No século X, a Igreja Católica sentiu a necessidade de criar um período de 40 dias
de jejum, abstinência, recolhimento e oração, que antecedesse o da Páscoa.

   Na época, também existiam durante todo o ano diversas festas populares e ditas pagãs. Isto, de certa forma, incomodava muito às lideranças católicas.

   Então, foi criado um cálculo complexo, que leva em consideração a lunação após o Natal de Jesus, para se chegar ao dia do início da Quaresma (40 dias), dia que hoje conhecemos como Quarta-Feira de Cinzas (cinzas representando a purificação pelo
fogo, a queimadura dos pecados).

   Ora, o povo, que não é bobo nem nada, sabendo que as pessoas teriam que passar 40 dias sem nenhuma alegria, criou a terça-feira gorda (gorda, porque todos comeriam tudo a que tinham direito e que não poderiam comer depois), no dia que antecede a Quarta-Feira de Cinzas, quando não mais poderia manifestar-se com suas festas (ditas pagãs).

  A origem da palavra Carnaval vem justamente da abstinência de carne a que todos estariam obrigados nesse período. Na tradução para o português, seria mais ou menos assim: Carne vai = carnevalle - por corruptela, CARNAVAL. 

  Bem, esta é a origem material do Carnaval.

  Mas, nós sabemos que o mundo material é um reflexo do mundo espiritual. Na verdade, a espiritualidade precisava de um período do ano para anistiar, dar indulto aos espíritos endurecidos que se encontram em verdadeiros abismos espirituais.

   Uma vez que o Carnaval surgiu no seio do povo como a maior festa profana, é natural que a espiritualidade, nessa época, proceda ao benefício para esses irmãos necessitados das energias vitais de nosso planeta. Assim sendo, as energias do Planeta na ocasião do Carnaval ficam por demais densas, pesadas. E nós, médiuns, sentimos esta influência má, que é além do normal.

  Necessidade de os Médiuns realizarem a Segurança para o Carnaval: 


   No passado, por falta de conhecimento, os terreiros passavam aos seus médiuns a informação de que, no período de Carnaval, eles deveriam fazer suas seguranças porque os Orixás, nessa época do ano, voltam para a África para reporem suas forças, e nós estaríamos desprotegidos.


  A Segurança sempre foi feita com agrados a Exu. A informação passada era totalmente equivocada. Na realidade, os Orixás são forças da Natureza. Não poderíamos viver sem eles. Imaginem se conseguiríamos viver sem a água, o fogo, a terra e o ar! Jamais!

   O período da Quaresma é um tempo de recolhimento, abstinência, jejum para os católicos, mas podemos observar que os católicos não fecham suas igrejas; muito pelo contrário, elas continuam abertas, atendendo a todos. Assim sendo, não se justifica que nós, umbandistas, fechemos nossas Casas, com a justificativa de que a quaresma é tempo de recolhimento. Pelo contrário !

   Diante desta análise, fazemos sempre algumas recomendações aos Médiuns para o período de Carnaval: 

 
1. Fazer-se presente à sessão de Segurança para o Carnaval com os Exus.

2.Obrigatoriamente, resguardar-se, evitando sol, bebida, fumo e sexo em excesso.

3.Manter acessa a vela do Anjo da Guarda.

4.Na sexta-feira à noite, agradar Exu, tomar os banhos de Ervas, banhar os automóveis e realizar defumadores em casa. 

 
   Estas medidas, aliadas ao bom-senso, à oração e a um comportamento digno de filho de Deus, nos deixam seguros para este período. É importante lembrar ainda: 


  - Umbandista não usa máscaras. Pode brincar divertir-se, com muita moderação.


-   Jamais se utilize das guias para compor a fantasia. Guia de Umbanda é coisa séria.


 


 


 


 


 

 

 

 

 

 

CARNAVAL


No
século X, a Igreja Católica sentiu a necessidade de criar um período de 40 dias
de jejum, abstinência, recolhimento e oração, que antecedesse o da Páscoa.


Na
época, também existiam durante todo o ano diversas festas populares e ditas
pagãs. Isto, de certa forma, incomodava muito às lideranças católicas.


Então,
foi criado um cálculo complexo, que leva em consideração a lunação após o Natal
de Jesus, para se chegar ao dia do início da Quaresma (40 dias), dia que hoje
conhecemos como Quarta-Feira de Cinzas (cinzas representando a purificação pelo
fogo, a queimadura dos pecados).


Ora,
o povo, que não é bobo nem nada, sabendo que as pessoas teriam que passar 40
dias sem nenhuma alegria, criou a terça-feira gorda (gorda, porque todos
comeriam tudo a que tinham direito e que não poderiam comer depois), no dia que
antecede a Quarta-Feira de Cinzas, quando não mais poderia manifestar-se com
suas festas (ditas pagãs).


A
origem da palavra Carnaval vem justamente da abstinência de carne a que todos
estariam obrigados nesse período. Na tradução para o português, seria mais ou
menos assim: Carne vai = carnevalle - por corruptela, CARNAVAL.


Bem,
esta é a origem material do Carnaval.


Mas,
nós sabemos que o mundo material é um reflexo do mundo espiritual. Na verdade, a
espiritualidade precisava de um período do ano para anistiar, dar indulto aos
espíritos endurecidos que se encontram em verdadeiros abismos espirituais.


 Uma vez que o Carnaval surgiu no seio do povo
como a maior festa profana, é natural que a espiritualidade, nessa época,
proceda ao benefício para esses irmãos necessitados das energias vitais de
nosso planeta. Assim sendo, as energias do Planeta na ocasião do Carnaval ficam
por demais densas, pesadas. E nós, médiuns, sentimos esta influência má, que é além
do normal.


Necessidade
de os Médiuns realizarem a Segurança para o Carnaval:


No
passado, por falta de conhecimento, os terreiros passavam aos seus médiuns a
informação de que, no período de Carnaval, eles deveriam fazer suas seguranças
porque os Orixás, nessa época do ano, voltam para a África para reporem suas
forças, e nós estaríamos desprotegidos.


 A Segurança sempre foi feita com agrados a
Exu. A informação passada era totalmente equivocada. Na realidade, os Orixás
são forças da Natureza. Não poderíamos viver sem eles. Imaginem se
conseguiríamos viver sem a água, o fogo, a terra e o ar! Jamais!


          O período da Quaresma é um tempo de
recolhimento, abstinência, jejum para os católicos, mas podemos observar que os
católicos não fecham suas igrejas; muito pelo contrário, elas continuam
abertas, atendendo a todos. Assim sendo, não se justifica que nós, umbandistas,
fechemos nossas Casas, com a justificativa de que a quaresma é tempo de
recolhimento. Pelo contrário !


Diante
desta análise, fazemos sempre algumas recomendações aos Médiuns para o período
de Carnaval:


1.
Fazer-se presente à sessão de Segurança para o Carnaval com os Exus.


2.
Obrigatoriamente, resguardar-se, evitando sol, bebida, fumo e sexo em excesso.


3.
Manter acessa a vela do Anjo da Guarda.


4.
Na sexta-feira à noite, agradar Exu, tomar os banhos de Ervas, banhar os
automóveis e realizar defumadores em casa.


Estas
medidas, aliadas ao bom-senso, à oração e a um comportamento digno de filho de
Deus, nos deixam seguros para este período. É importante lembrar ainda:


-
Umbandista não usa máscaras. Pode brincar divertir-se, com muita moderação.


-
Jamais se utilize das guias para compor a fantasia. Guia de Umbanda é coisa
séria.


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 




CARNAVAL


No
século X, a Igreja Católica sentiu a necessidade de criar um período de 40 dias
de jejum, abstinência, recolhimento e oração, que antecedesse o da Páscoa.


Na
época, também existiam durante todo o ano diversas festas populares e ditas
pagãs. Isto, de certa forma, incomodava muito às lideranças católicas.


Então,
foi criado um cálculo complexo, que leva em consideração a lunação após o Natal
de Jesus, para se chegar ao dia do início da Quaresma (40 dias), dia que hoje
conhecemos como Quarta-Feira de Cinzas (cinzas representando a purificação pelo
fogo, a queimadura dos pecados).


Ora,
o povo, que não é bobo nem nada, sabendo que as pessoas teriam que passar 40
dias sem nenhuma alegria, criou a terça-feira gorda (gorda, porque todos
comeriam tudo a que tinham direito e que não poderiam comer depois), no dia que
antecede a Quarta-Feira de Cinzas, quando não mais poderia manifestar-se com
suas festas (ditas pagãs).


A
origem da palavra Carnaval vem justamente da abstinência de carne a que todos
estariam obrigados nesse período. Na tradução para o português, seria mais ou
menos assim: Carne vai = carnevalle - por corruptela, CARNAVAL.


Bem,
esta é a origem material do Carnaval.


Mas,
nós sabemos que o mundo material é um reflexo do mundo espiritual. Na verdade, a
espiritualidade precisava de um período do ano para anistiar, dar indulto aos
espíritos endurecidos que se encontram em verdadeiros abismos espirituais.


 Uma vez que o Carnaval surgiu no seio do povo
como a maior festa profana, é natural que a espiritualidade, nessa época,
proceda ao benefício para esses irmãos necessitados das energias vitais de
nosso planeta. Assim sendo, as energias do Planeta na ocasião do Carnaval ficam
por demais densas, pesadas. E nós, médiuns, sentimos esta influência má, que é além
do normal.


Necessidade
de os Médiuns realizarem a Segurança para o Carnaval:


No
passado, por falta de conhecimento, os terreiros passavam aos seus médiuns a
informação de que, no período de Carnaval, eles deveriam fazer suas seguranças
porque os Orixás, nessa época do ano, voltam para a África para reporem suas
forças, e nós estaríamos desprotegidos.


 A Segurança sempre foi feita com agrados a
Exu. A informação passada era totalmente equivocada. Na realidade, os Orixás
são forças da Natureza. Não poderíamos viver sem eles. Imaginem se
conseguiríamos viver sem a água, o fogo, a terra e o ar! Jamais!


          O período da Quaresma é um tempo de
recolhimento, abstinência, jejum para os católicos, mas podemos observar que os
católicos não fecham suas igrejas; muito pelo contrário, elas continuam
abertas, atendendo a todos. Assim sendo, não se justifica que nós, umbandistas,
fechemos nossas Casas, com a justificativa de que a quaresma é tempo de
recolhimento. Pelo contrário !


Diante
desta análise, fazemos sempre algumas recomendações aos Médiuns para o período
de Carnaval:


1.
Fazer-se presente à sessão de Segurança para o Carnaval com os Exus.


2.
Obrigatoriamente, resguardar-se, evitando sol, bebida, fumo e sexo em excesso.


3.
Manter acessa a vela do Anjo da Guarda.


4.
Na sexta-feira à noite, agradar Exu, tomar os banhos de Ervas, banhar os
automóveis e realizar defumadores em casa.


Estas
medidas, aliadas ao bom-senso, à oração e a um comportamento digno de filho de
Deus, nos deixam seguros para este período. É importante lembrar ainda:


-
Umbandista não usa máscaras. Pode brincar divertir-se, com muita moderação.


-
Jamais se utilize das guias para compor a fantasia. Guia de Umbanda é coisa
séria.


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 


 




 


 


 



=> ¿Desea una página web gratis? Pues, haz clic aquí! <=